sábado, março 03, 2007

Há Festa na Aldeia

O que têm em comum o governo e todos os partidos portugueses, a comissão de trabalhadores e a administração da PT, Fernando Rosas e Ricardo Salgado? Ninguém quer que o mercado funcione. Transcrevo Eduardo Pitta: «Pode ser que ainda hoje se saiba se somos um país evoluído, com regras de mercado, ou uma república das bananas, com cliques dinásticas.»
.
A PT é uma empresa muito útil. Serve, no pior sentido da palavra, uma certa "aristocracia empresarial" lisboeta que vive dos ganhos obtidos pela sua proximidade do poder político. Normalmente, esta elite empresarial e as suas intenções passam despercebidos entre o jargão dos "jornais de negócios", todos muito domesticados. Desta vez, porém, foram bem visíveis as manobras de bastidores que levaram a este desfecho.